Canoa Caiçara © - 2013 / 2019 - Todos os direitos reservados

aula de canoagem em santos, passeios de canoa havaiana, Canoa Caiçara, canoagem em Santos, aulas de canoagem, passeio de canoa, canoa havaiana, canoagem oceânica, Boramar, remar, contato com a natureza, treinamento corporativo, estudo do meio, aloha e axé

Canoa Havaiana, Va'a, Wa'a, Outrigger ou Canoa Polinésia

18 Jul 2016

Canoa Havaiana é uma das muitas definições utilizadas para as canoas tradicionalmente utilizadas na região do triângulo polinésio. Também chamadas de Wa'a, Va'a, Outrigger ou Canoa Polinésia, essas embarcações foram muito importantes para o processo de colonização daquela região.

A Polinésia é um conjunto de ilhas no Oceano Pacífico, entre a Austrália e os Estados Unidos, do qual fazem parte o arquipélago do Havaí e o Taiti (que por sua vez faz parte da Polinésia Francesa).
 

Devido às características propícias, os nativos daquela região utilizavam as canoas como meio de transporte entre as ilhas. Cada região, ilha ou arquipélago acabou desenvolvendo suas embarcações de acordo com as características locais. 

 

No Havaí, por exemplo, onde o mar é mais agitado, as canoas têm uma curva de fundo envergada, enquanto que no Taiti as embarcações possuem formato mais alongado, com um cockpit fechado para cada um ou dois remadores, dependendo do modelo. 

 

Todas têm em comum as três partes fundamentais neste tipo de embarcação: O hullo (casco ), o ama (flutuador lateral) e os yakos (braços que ligam um ao outro).

 


Canoa Havaiana como esporte
No Brasil, a chegada da canoa havaiana foi no final do ano 2000, em Santos, com a primeira canoa importada dos Estados Unidos.

 

Santos acabou se tornando grande polo de bases de canoas. Bases são clubes que promovem e incentivam a prática, com remadores em diversos perfis diferentes, que é um modo de preservar o caráter da própria cultura e tradição polinésia.
 

 

A canoa havaiana, ou Va'a, é reconhecida pelo Ministério do Esporte e dirigida pela CBCA - Confederação Brasileira de Canoagem.

Os praticantes buscam tanto o lazer e a qualidade de vida quanto o alto desempenho para competições. Além do exercício físico, a canoagem havaiana proporciona o contato direto com a natureza e pode ser praticado em todas as idades, pois possui adaptação fácil e rápida.

 

Modelos de canoas

O modelo de canoa mais utilizado tradicionalmente é a OC6, no Tahiti denominada V6. "OC" se refere à sigla para a denominação havaiana da canoa (outrigger canoe) e "V" à denominação
polinésia (Va'a). 

 

 

A canoagem havaiana envolve toda uma cultura e magia, preservando a filosofia do trabalho em equipe, com sinergia e união. As canoas OC6 tem 6 lugares, possuem cerca de 14,5m de largura e cada tripulante possui uma função específica:

 

Remador 1: na parte dianteira da canoa, dita o ritmo e freqüência das remadas.
Remador 2: segue o remador 1, porém do lado oposto dando ritmo e freqüência ao remador 4 e 6.
Remador 3: faz a contagem para troca de lado na remada, e geralmente são 20 remadas de cada lado, onde o Hip Ho, anuncia a mudança.
Remador 4: vigia o Iako, para não haver oscilação de equilíbrio.
Remador 5: tem função de esgotar a água dentro da canoa, quando necessário.
Remador 6: é o capitão da canoa, a mais importante e respeitada função por ser o último e dirigir a canoa fazendo o leme de direção.

 

No Brasil, houve adaptação do Hip Ho, que é o grito dado por todos remadores, anunciando a mudança de lado, ou seja, enquanto os remadores 1, 3 e 5 estão remando no lado esquerdo e os remadores 2, 4 e 6 do lado direito, tendo média de 15 remadas de cada lado, ao contabilizar 14, o remador 3 grita HIP, e na remada seguinte, a de número 15, todos gritam HO! e invertem os lados de remada, passando os remadores 1, 3 e 5 remarem do lado direito e os remadores 2, 4 e 6 do lado esquerdo.

 

No Hawaii, ao invés de Hip Ho, o comando é somente o Hut, na penúltima remada e no Tahiti, o comando é somente He, também na penúltima remada. As melhores equipes do mundo, contabilizam um total de 7 remadas por lado, tornando o sincronismo muito mais preciso.

 

Uma troca de Hip Ho bem feita, mantém o sincronismo da canoa, não perdendo o ritmo de navegação já praticado, onde destaca-se o espírito de equipe, a integração em que todos os remadores estão, em comunhão com a canoa, não somente tendo um deles como destaque, mas sim todos como um só.


Há as canoas de pequeno porte para a remada individual (OC1) ou em dupla (OC2).
A OC1 e a OC2 possuem um leme que o remador controla com os pés. 

 

 

Abaixo estão listadas as mais comuns:
 

OC1 e V1 - canoa individual
OC1 Surf - individual com casco adaptado para a prática de outrigger surf
OC2 - canoa dupla
V3 - canoa para 3 remadores
OC4 - canoa para 4 remadores
OC4 Surf - canoa para 4 remadores adaptado para a prática de outrigger surf
OC6 e V6 - canoa para 6 remadores
V12 - catamarã (duas V6 montadas paralelamente) para 12 remadores

 

Em franca expansão Canoa Havaiana, Va'a, Wa'a, Outrigger ou Canoa Polinésia ganha cada vez mais adeptos e espaço na mídia e quem quiser conhecer há bases vários os estados brasileiros, Bahia, Brasília, Ceará, Espírito Santo, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Vitória. Os maiores polos estão no Litoral Paulista e Rio de Janeiro.

 

Venha conhecer e se surpreender com a aventura que as canoas havaianas e o Mar podem lhe proporcionar!

 

Canoa Caiçara
www.canoacaicara.com
3326-4925
canoacaicara@gmail.com

 

Aloha e Axé!

 

 

(Fontes: Wikipédia, Blog do Sestaro)

Please reload

Destaques

Boteco Caiçara Especial

19/05/2017

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload